quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Expansor

Como já comentei essa semana é de revisão, e aproveitando as idas e vindas ao hospital, passei pelo cirurgião plástico, pois eu já estava enrolando para começar a encher meu expansor.
Lá fui eu, e como sempre, a minha companhia sou eu mesma. Voltei à sala de curativos, a qual ia dia sim dia não por dois meses, reencontrei as enfermeiras que tanto gosto, meu mastologista e finalmente o plástico.
Reclamei a ele que estava sentindo um osso saltando entre meus seios. Ele disse: _ Sério! Me mostra onde...
Mostrei, e ele feliz da vida disse:
_ É a válvula! A válvula que iremos usar para encher o expansor.
Foi um alívio.
Ele pediu que eu me deitasse na maca, a enfermeira preparou uma seringa de 20 ml grossa com uma mangueirinha e uma borboleta com agulha igual àquelas de soro. Ele apertou entre meus seios para sentir a válvula, pediu para que eu fechasse os olhos e colocou a agula na válvula. Para falar a verdade parece mais dolorido do que é, mas assusta muito. Na hora doía muito porque ele apertava para sentir a válvula e é uma região com pouca "carne". Ele encheu a seringa com soro e colocou no meu seio, uma, duas, três, quatro, cinco vezes, ou seja 100 ml de soro. Quando levantei a maca estava toda molhada, lógico que suei horrores de medo, de dor, sei lá.
Quando sentei e olhei meu seio levei um susto e morri de rir ao mesmo tempo. Ele ficou enorme! Duro, afinal o expansor é para expandir a pele, quando a pele cede daqui uns 2 meses mais ou menos o expansor desce um pouco e o seio volta ao "normal" fica mais molinho.
Logo depois da cirurgia quando a pele cedeu e não estava tão dura mais eu cheguei a achar que o expansor tinha estourado, rsrs, são medos, dúvidas que rondam a cabeça de qualquer um que tenha dentro de si um corpo estranho, acho que é normal.
Acabada a sessão UP de seio, passei mal. Rsrsrsr, sério isso sempre acontece comigo, aguento tudo, firme e forte, depois que passa... quase sempre desmaio! Meu estômago embrulha, vem uma tontura, mal estar...
Me abanei, bebi água, perguntei se podia dirigir normalmente, afinal estava sozinha, levantei e vim embora. A sensação que tive e ainda tenho é a mesma de quando operei, o seio estufado, duro que nem pedra, mas hoje já sei que ele vai cedendo a volta ao seu estado "normal".
Ainda tenho que ir lá mais uns dias, e quando der escrevo mais.


Beijos,

Thaís

2 comentários:

Eduarda Rodrigues disse...

eu tambem estou passando por isso,coloquei o expansor,mais esta doendo muito não sei se e normal vou na medica quinta dia 11/12/

Eduarda Rodrigues disse...

eu tambem estou passando por isso,coloquei o expansor,mais esta doendo muito não sei se e normal vou na medica quinta dia 11/12/