segunda-feira, 23 de junho de 2008

Tipo de Câncer

Minha recuperação está indo. Já faço mais coisas que antes e a cada dia consigo me mexer mais.
Resolvi deixar aqui um esclarecimento mais técnico da coisa, pois muitas pessoas podem estar enfrentando o mesmo problema e isso poderá ajudar.

O resultado da minha Biópsia (antes da cirurgia) foi o seguinte:

Carcinoma intraductal do tipo comedocarcinoma, grau nuclear 3.
Restante do parênquima com adenose simples e fibrose estromal.

Quando li isso fui procurar saber o que significava o tal grau nuclear 3, para meu espanto o câncer é classificado de acordo com a sua "gravidade" (de acordo com a velocidade que se prolifera) em grau nuclear de 1 a 4. Aí pensei puts, de 1 a 4, eu "tirei" 3 tô ferrada!
Não é bem assim, o grau nuclear 3 é quando o tumor afeta todo o membro e é muito grande, além de haver necrose de células. Mesmo assim eu associava como uma nota de prova escolar, ou seja para mim é como se eu tivesse acertado 75% da prova, uma nota relativamente alta!

O câncer de mama é classificado em 4 estágios:
I:Quando o tumor tem até 2 cm, sem qualquer evidência de ter se espalhado pelos gânglios linfáticos próximos.
II:Inclui tumores de até 2 cm, mas com envolvimento de gânglios linfáticos ou então, um tumor primário de até 5cm, sem mestástases.
III:Quando o tumor tem mais de 5 cm e há envolvimento dos gânglios linfáticos da axila do lado da mama afetada.
IV:Quando existem metástases distantes, como no fígado, ossos, pulmão, pele ou outras partes do corpo.

Meu tumor media 7,5 cm x 5,0 cm x 4,0 cm, ou seja a coisa era gigante!
Além é claro de ter afetado o linfonodo axilar esquerdo.
Não me perguntem como, mas nunca senti caroço nenhum no braço, mas retiraram 22 caroços dele o maior media 3 cm.
Tô quase requerendo o título de mulher melancia para mim, pois quem estava cheia de caroço era eu!
Agora estou aguardando o resultado do imunohistoquímico, um exame que vai dizer qual o melhor tratamento a seguir, se será quimioterapia, radioterapia ou hormônioterapia.
Outra coisa a esclarecer é que no primeiro ultrasson que fiz, o nódulo media 2,2 cm, quinze dias depois na primeira punção ele já media 3,5 cm, em 45 dias de 3,5 cm ele chegou às medidas supra citadas. Então minha gente, a coisa anda rápido. Entre ter o diagnóstico de carcinoma e ser operada se deram exatos 27 dias. Corri muito, ia no hospital quase que diariamente, cada dia um exame diferente, até estar pronta para a cirurgia.
Hoje vou novamente ao hospital fazer curativo.
Sexta-feira tirei os drenos, mas ainda não pude tirar o curativo, ou seja ainda estou toda enfaixada.
Me sinto bem, tenho mais dores no braço esquerdo, que esvaziaram, que nos seios.
No mais está tudo certo!
Até o resultado do próximo exame,

Thaís

6 comentários:

marciatamaki disse...

Thaís...
Todo dia entro p/ ler o seu " diário", sempre é um incentivo... Parece q estou sentada no sofá da sua casa, e dando risada da situação, pois vc torna os grandes acontecimentos em simples fatos... Fácil de entender... Me sinto muito feliz por poder estar acompanhando mesmo q de longe essa sua vitoria!!! Cada dia me surpreendo com sua garra!!! "Mulher melancia" !!

Manu disse...

Entro todo dia pra saber como anda seu tratamento.
Fico muito feliz por vc estar se recuperando tão bem.
Eta... Guerreira....
Eu até hj tenho meus caroços, então acho que não é só vc que é a mulher melancia.
Rsrsrs...
Bjs....

Anônimo disse...

"Se a vida t bloquear uma porta, é pq lá ñ é mais o teu lugar.
A sua missão terminou. Uma porta fechada significa um sinal d q os valores mudaram e q a caminhada deve ser feita por outro caminho. Ñ gaste energias com o confronto. Procura nas janelas os novos sinais q o universo lhe oferece. Claro q a opção será sua.
Deus nunca fecha uma porta sem q abra várias outras. Olha para a água. Ela é sábia. Nunca discute com os seus obstáculos. Às vezes represada, enche-se d energia e procura um novo caminho.
Em outras situações simplesmente contorna as dificuldades.
Vc é essa água. Corre no sentido do seu Oceano...
A PORTA FECHADA É APENAS UM OBSTÁCULO... CONTORNA-O!!!"

Tatá...vc é exemplo...de mãe, coragem, mulher... Sou seu fã!!!
Marcos Torralbo

Anônimo disse...

Descobri na sexta que minha mãe esta com carcinoma (comedocarcinoma), estagio 3 fiquei sem chão, eu fui apanhar o resultado do exame e tão logo fui ver o resultado, antes dela, pois por ser enfermeira, entendo uma grande parte e de fato lá estava ele, nossa fiquei arrasada, pensei... poxa o médico não viu isso há seis meses atras? Ela faz exames de ultra mamária e de mamografia de 6/6 meses... como pode? Eu fiz essa pergunta a um médico e ele me respondeu que na maioria dos casos esse tipo de câncer se detecta por "micocalcificações agrupadas" ou seja, os outros dois exames dela os anteriores mostraram isso, então o quero deixar aqui além de compartilhar esse momento com a Thais que renovou meu ser após eu visitar o blog é que: Mulheres, microcalcificações quando agupadas pode sim estar ocultando alguma coisa então, fiquem alerta, se no exame anterior deu este resultado, faça- o outro de rotina, não vão nessa de fazer de ano em ano não! Outra coisa, questinonem o resultado, perguntem, pesquisem. Minha mãe fez um em seis meses não deu nada, seis meses depois fez um e deu carcinoma ductal in situ, então se cuidem, fiquem alerta, e eu sigo nessa batalha, agora com ceteza renovada, obrigada Thais! Um grande beijo! Heloisa

Anônimo disse...

obrigada tirei minha duvida sobre o grau nuclear 3 graças a Deus um alivio. Força.

LINDENBERG AGUIAR disse...

Thais, força !!! De longe torço por tua cura.
Lindenberg, médico radiologista em Fortaleza.